ADICIONE O BLOG SMM AOS FAVORITOS! OBRIGADO PELA SUA VISITA E LEITURA!

DESDE 2010. ANO VI. MAIS DE 2.000 POSTS.

GUEST POST NO ESCREVA LOLA ESCREVA

CURTA NO FACEBOOK


E-MAIL
sindromemm@gmail.com

30 agosto 2010

Bexiga de festa






Sempre que me falam do envelhecimento me falam da parte física. E ainda dizem, se você tem alma de criança, vai morrer com ela, essa é a briga do envelhecimento, quando o corpo não corresponde mais a alma, impede ela de ir mais longe. Eu achava isso. Mas também achava que não seria tão afetada, já que não tenho alma de criança, minha alma deve ter milhões de anos, então eu pensei, bom, pelo menos em um acordo o físico e a alma pode chegar. 

Nunca fui uma pessoa que sonhasse com explorar selvas ou viajar pelo mundo conhecendo as culturas mais exóticas. Sempre gostei demais de estabilidade, de chão. Mas com o tempo passando começo a reparar que as coisas são bem piores. Fisicamente até agora não aconteceu nada que um creminho anti-rugas não pudesse resolver. Às vezes meus joelhos doem, mas não sei se é a idade. O pior tem sido um espaço na alma. Alguma coisa acontece que se perde o frescor, aquela sensação quando acreditamos em alguma coisa. Isso pra mim tem sido uma parte quase impossível de lidar. 

Sempre acreditei em alguma coisa, fosse o que fosse, mas acreditava até o fim. Não mudava de ideia, não mudava de rumo, ia até conseguir.  E hoje não tenho essa energia simplesmente porque não acredito em nada assim, firmemente. Parece que tudo pode mudar em segundos e do nada eu virei uma volúvel. 

Me sinto como uma bexiga esvaziando depois de uma festa. Quando me contam alguma história, eu fico pensando, putz, essa pessoa vai se ralar se acreditar nisso ou naquilo, essa pessoa deveria parar pra pensar que não vivemos no mundo da moranguinho. É mais do que achar defeito em tudo, é quase orgânico pensar que nada é tão bom quanto parece e ninguém merece receber tanto crédito. Minhas idéias mudam todos os dias, coisa rara, já que sempre mantive a mesma por anos. Alimentava as coisas que acreditava com um fervor quase religioso. Hoje não acho mais nada. Tem pessoas que me dizem que as coisas vão melhorar e isso vai passar. Adoraria que uma parte de mim acreditasse. É a pior sensação de todas, a mais devastadora, o vazio de não acreditar.

Iara De Dupont

2 comentários:

Marlon disse...

Só pra ilustrar, "Em uma pequena casinha nas colinas, longe de tudo, uma mulher teve apenas um homem durante a vida toda, e este igualmente a tinha apenas, viveram sem exceder muitas coisas, mas viveram plenamente tudo o que aquele pequeno mundo criado para dois, tinha a oferecer."
"Em uma grande cidade, que nao parava de crescer, Uma mulher teve muitos homens, e viveu intensamente toda variedade de emoções, sempre buscando algo a superar o "algo" anterior, mas logo chegou o momento em que as coisas já não se superavam mais, e tudo começou a ficar muito igual. Ela descobriu, que as pessoas que descobrem o que o mundo tem a oferecer, não saem por aí contando aos quatro ventos, pois é muito embaraçoso..."
Conclusão. No processo de integração a sociedade, começamos a olhar para onde eles apontam, e é um emaranhado de desejos e aspirações que deixa qualquer um perdido, uns gostam de uma coisa.. outros de outra, uns gostam da gente, outros não.. etc.. E nisso começamos a olhar pelo ponto de vista deles (o externo) até mesmo para nossas próprias coisas idéias. Quando olhamos para nós mesmos e descobrimos que somos menores do que achava-mos que era-mos, que nossas verdades, podem não ser tão verdade assim. É aí... é aí que desacreditamos. As coisas se soltam do chão e saem flutuando feito loucas, afinal sempre haverá um ponto de vista diferente, onde de um angulo a cadeira está no teto, e de um outro angulo, a mesma cadeira está no chão...
Uhhfa.. suei aqui, me desculpe pelo comentário grande, mas fiquei com muita vontade de comentar, achei seu blog muito interessante, e você escreve lindamente bem! Vou adicionar aos meus favoritos. Parabéns pelo blog!
P.S.
Nem acredito que inventei uma historinha num comentário ¬¬ isso pra mim é novo..

Nêga disse...

Caramba!!!!
Vocês são duca!!!
Parece atpe que escreveram pra mim!!!!
Beijos

Leia outros posts....

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...