ADICIONE O BLOG SMM AOS FAVORITOS! OBRIGADO PELA SUA VISITA E LEITURA!

DESDE 2010. ANO VI. MAIS DE 2.000 POSTS.

GUEST POST NO ESCREVA LOLA ESCREVA

CURTA NO FACEBOOK


E-MAIL
sindromemm@gmail.com

18 junho 2010

A tristeza do poder






Pior do que o poder, é poder  nas mãos erradas. Alguém não gosta de você  e no momento de te julgar, dar uma nota em uma prova, lembra disso. Acredita que tem o poder de ferrar ou não tua vida. Antes eu ficava com raiva, mas hoje  me dá pena. Quem faz isso, quem usa o poder de maneira errada, um poder que acha que tem, mas não tem, são pessoas que carimbam no passaporte, fulano de tal, infeliz.

Tem que ser muito pequeno para ter essa vontade de ferrar os outros à toa. Para passar por cima do trabalho alheio e julgar de maneira errada só porque não vai com a cara. É assim em tudo, as pessoas usam o pessoal para colocar o pé para os outros. É raro alguém dizer, não gosto de fulano, mas no trabalho ele manda bem. Mesmo ficando com dó desses infelizes, não fico quieta. Falo mesmo, subo paredes, mas eles tem o mundo inteiro para praticar o exercício do poder.  Dizem que para conhecer alguém,  dê um pouco de poder a essa pessoa. Antes o poder era coisa de gente bem sucedida, gente que subiu na vida, que fez alguma coisa .

Hoje graças aos recursos e poucos conhecimentos da alma humana se sabe que o poder e a utilização dele são coisas de pessoas que se sentem inferiores, pessoas que não conseguem lidar com a própia  frustração,  é  tão triste olhar para a própia vida que se divertem ferrando a alheia. 
Bom, então uma alma miserável cruzou meu caminho e colocou o pé. Aproveitou a posição de professora para descer uma nota de maneira injusta. Se a intenção era prejudicar, ela se prejudicou mais do  que eu. Porque uma alma assim de pequena sempre tem um caminho estreito pela frente e dias mais escuros.

Tem um lado bom? Sempre tem. Esse comportamento de julgar e condenar à toa, seja de professores, namorados, pais, amigos, familiares sempre revela quem a pessoa realmente é. É um favor  saber com quem lidamos e assim  podemos sair do caminho dessas almas miseráveis, que vem ao mundo só para perturbar. Não dividir a estrada com essas pessoas  é uma das coisas mais prazerosas que existem no planeta. O caminho é longo, melhor que seja em boa companhia.

Iara De Dupont

6 comentários:

José Sousa disse...

Olá... estive aqui, em seu espaço. O blog está lindo e o que escreve tambem. Vou ser sue seguidor, seija meu tambem. Vá até lá, leia, comente e recomendo. Veja o meu perfil e leia no "Queriaserselvagem" o post de Fevereiro com o titulo "A minha luta".

Agora somos amigos.

Um grande abraço do tamanho do mundo.

Barbara disse...

Quando alguém julga e rotula o outro, é porque não sabe que está diante de um espelho.
Fôssemos inocentes, não identificaríamos o que não gostamos no outro.
Qto a sensação de poder com a qual as pessoas pensam estar alimentadas, deixa prá lá...um dia vem a indigestão.

Camila Paier disse...

Quem usa o poder de forma errada é realmente triste..Mas acontece, né? O negócio é abstrair! Lembre-se sempre do Karma: o que vai, volta.
Beijoca!

A Kah, Ká, Kazinha, Kaká disse...

oieee legal seu blog, vc me visitou no meu estou te seguindo ... me segue :)

Inercya disse...

As pessoas só por que tem poderes, acham que podem usar isso como e com quem quer. Acho um absurdo nao usa-lo da maneira certa. Usando de maneira errada podem ate perder isso. Enfim...seus textos sao interessantissimos! Eu estou te seguindo, mas nao entendo por que nao aparece em minhas atualizaçoes. Sempre que passo por aqui, ja tem muito mais. O que eu admiro é inspiração que voce tem para criar diversos textos, com diversos temas. Parabens, isso é muito show.
:*

Escritor em treinamento disse...

Vou te falar, tem dia que eu nem acordo (metaforicamente falando, do contrário seria um pouco preocupante...)

Eu quebro muito a cara visitando blogs por aí e vc que, pelo teor dos comentários, visita com frequência deve encontrar caaada coisa... mas realmente existe por volta de 1% de material que faz valer a busca. Foi o caso aqui, nesse seu cantinho.

Gosto de trocar ideias, tenho muitas delas no decorrer de um dia (boas e ruins), mas pouca gente se dispõe ao exercício. A timidez também atrapalha, confesso. Teus textos me dão o mote para realizar pequenos diálogos com seu pensamento.

Você é, e aqui tomo posse da sua metáfora, uma peça solta como eu. É divertido o exercício de ver aonde nosso raciocínio se encaixa... às vezes não consigo, como foi o caso da postagem de hoje (fico devendo um comentário em relação ao assunto de hoje).

OBS: Se eu for falar de poder, vou acabar entrando em um debate conceitual bem chato de historiador.

Mas só para acabar, seja por uma preguiça de pensar no assunto do post ou por querer dar continuidade ao diálogo iniciado no seu comentário... me vem sempre essa ideia de trocar ideias contigo. E é isso.

Leia outros posts....

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...