ADICIONE O BLOG SMM AOS FAVORITOS! OBRIGADO PELA SUA VISITA E LEITURA!

DESDE 2010. ANO VI. MAIS DE 2.000 POSTS.

GUEST POST NO ESCREVA LOLA ESCREVA

CURTA NO FACEBOOK


E-MAIL
sindromemm@gmail.com

16 abril 2010

Ontem, hoje e talvez amanhã



É muito comum hoje as pessoas falarem da memória e das conseqüências da perda dela. Até porque tem várias doenças que provocam isso. O ser humano precisa de passado, presente e futuro. Qualquer coisa que mude isso bagunça a ideia do que seria a vida. E como seria olhar para um passado não vivido? Eu constantemente olho. Por algum motivo olho e nem acho que seja meu passado, parece uma imagem congelada, como se fosse outra vida. Ter síndrome do pânico com 14 anos é tão violento como uma criança ser diagnosticada diabética. As crianças querem doces, os adolescentes querem viver. Às vezes vejo um grupo de adolescentes, rindo, caminhando juntas e fico olhando, me perguntando como se sente isso. Porque eu não esqueci o meu passado, eu apenas não vivi ele. É difícil construir um presente com pedaços de um vidro, que você nem sabe a que parte corresponde da tua vida. O teu futuro também vira uma incógnita. Porque é na infância que se sonha, na adolescência que se sente e na vida adulta que se vive. 

Quando mudam as direções, você nem sabe onde estava. Tem períodos da minha vida que não tenho nenhuma foto no álbum, como se eu tivesse sumido do planeta, como se a síndrome tivesse borrado minha existência inteira. Com um passado congelado no ar, um presente voando, nem sempre meu futuro parece cálido e iluminado.

Iara De Dupont

9 comentários:

Sue Ellen disse...

Amei o blog! Parabéns!!!
É muito bom saber que não estou sozinha nessa luta diária contra a depressão e a síndrome do pânico!!!

Ronaldo disse...

oiiiii

vim retribuir a visita e gostei demais de seu blog, muito informativo.

esse lance de memória, há tempos falo que estamos passando por algo estranho que está fazendo com que todos estejam perdendo a memoria ao mesmo tempo, sei la, parece loucur,a mas todos estão assim

bjss

Anônimo disse...

Comprei o livro e gostei muito, está sendo como uma mapa na minha vida, admiro muito a tua honestidade, obrigado por ter escrito o livro!!

Pryscilla Carvalho disse...

Oi Iara, obrigada por visitar o http://pryscillacarvalho.blogspot.com. Acabei de comprar seu livro. Como disse, no comentario la no meu blog, tambem sigo nesta vida lutando pela "cura" ou pela volta da "sanidade mental", se eh que nao somos saos, quem sao? os outros? Sofro de depressao maior com psicose e ansiedade, faz 3 anos em novembro. Hoje mesmo fui num workshop de culinaria indiana, mas nao me sentia bem, minha cabeca tinha varios pensamentos, todos correndo para lugar nenhum, externamente pareco calma, mas dentro de mim existe um vulcao em chamas. Nao consegui enjoy o workshop, tava contando as horas para acabar na real. Admiro seu trabalho aqui expresso no seu blog e tenho certeza que vou adorar o seu livro, pelo trecho lido jah tive uma ideia. 'E isso, forca ai e vamos mantendo o contato. Beijos

Cristina Cagliari disse...

Olá....vim retribuir a visita...gostei muito do seu blog...parabéns!!

Peter disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Regina Rozenbaum disse...

Iara
Também fiz um longo comentário no seu blog que talvez tenha achado pertinente não publicá-lo... De qualquer maneira vc está no meu, pois acredito ser importante para muiiiiitas pessoas, verem sua GARRA!
Beijuuss n.c.
Regina
www.toforatodentro.blogspot.com

Ulisses Adirt disse...

:-) Pelo menos parece um futuro interessante como escritora.

Ed disse...

Bah, guria! os teus textos mexeram comigo. Como mexeu? Sei lá. Alguém dia estive assim, sem fotos no álbum e longe do mundo? Sei lá. Bjs,Ed.

Leia outros posts....

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...