ADICIONE O BLOG SMM AOS FAVORITOS! OBRIGADO PELA SUA VISITA E LEITURA!

DESDE 2010. ANO VI. MAIS DE 2.000 POSTS.

GUEST POST NO ESCREVA LOLA ESCREVA

CURTA NO FACEBOOK


E-MAIL
sindromemm@gmail.com

26 abril 2010

O lugar da loucura


Me perguntam muito sobre os links que às vezes coloco aqui relacionados aos testes em animais.Tem gente que já perguntou  ''Mas o que teu blog, tua vida, a síndrome do pânico tem a ver com isso?''.
Para mim tudo. Tenho paixão por animais. E parte desse amor vem da minha identificação com eles. Eles são  vítimas da loucura humana. Poucas pessoas entendem como estamos todos ligados. Quem já conheceu o lado sombrio do ser humano sabe como os animais se sentem em relação as pessoas, mesmo negando tudo está ligado, como o mundo trata os animais, trata as pessoas.

Quem faz experiências com animais, não terá problema nenhum em fazer com seres humanos. Porque respeito a vida é um principio que você tem ou não. No meu caso me identifiquei com os testes em animais porque durante muito tempo me sentia assim. Os médicos sugeriam coisas aos meus pais quando eu tive síndrome do pânico, como se eu fosse uma cobaia. Teve até um que sugeriu uma cirurgia exploratória. Existe uma parte na medicina, uma parte, eu digo, que é capaz de coisas que mentes normais não imaginam. E infelizmente pessoas deprimidas, ansiosas ou com transtornos mentais tem sido um prato cheio. 

Ao contrário de muitas, a psiquiatria tem um passado muitas vezes vergonhoso, além de ser hoje uma das que mais usam animais em laboratórios. Os animais tem sido torturados, sacrificados e ainda estamos presos a doenças medievais. Ainda existem campanhas do governo que tentam radicar doenças que deveriam ter desaparecido a séculos. E existe um manual , uma lista com todas as doenças mentais possíveis, mais de 240.

Me sinto do outro lado da calçada. Para eles, loucura está definida, está lá no manual, 240 doenças, loucura é uma coisa a ser pesquisada , definida, diagnosticada. Para mim a loucura é aquilo que se leva no coração, aquilo que faz uma pessoa torturar um animal sem piedade e essa loucura não acredito que tenha cura.

Loucura é destruir um planeta, matar animais, derrubar tudo o que veem pela frente. Loucura é fazer tudo isso e se chamar de ser humano. Por isso às vezes eu acho que estar deprimida é um estado de coerência mental, é como estar consciente do planeta que estou. No auge do meu pânico, da minha depressão nunca encostei um dedo em nenhum animal, nunca machuquei nenhum ser vivo.

Gostaria de mudar a história, mas as vezes no infinito da noite fico com a impressão que talvez ela não mude. Que acaba assim mesmo, a humanidade achando que loucura está na mente, na falta de uma ou outra substância química, no trauma, na genética. Mas eu vou morrer com a minha certeza, loucura se leva no coração, nas veias e infelizmente os animais em laboratório pagam essa conta.

Iara De Dupont

9 comentários:

Nuvem disse...

Gostei do blog
da realidade diferente
vou passar mais vezes

beijos

oborderline disse...

Muito criativo seu blgo.

Me tornei seguidor.

Eu tive Sindrome do pânico aliás ainda tenho como comorbidade.

Durante 1 ano tinha extremas dificuldades de sair de casa.

Também achei tudo muito poético e bem feito.

Parabéns.

Rafael Only disse...

Olá, Iara.

Resolvi dar um alô..
Me identifico muito com seu blog, também por ter sido cobaia por muito tempo, em clínicas mercenárias e pseudo-alquimistas. Acredito que alguém pode ser considerado louco, mas ao mesmo tempo ser uma pessoa boa; enquanto muitos considerados 'sãos', estão com o gatilho nos dedos, e podem destruir muitos e muitos de uma só vez.
bom saber que ainda é possível encontrar pessoas como você, com sensibilidade e empatia inabaladas.
té mais!

Nilo Neto disse...

bacana o teu trabalho. melhor ainda quando foge do obvio, do biologico, do diagnostico tao limitante da psiquiatria tradicional. saudaçoes antimanicomiais

nilo neto

Cacau disse...

OI Iara
Vim retribuir a visita, adorei seu blog! Tb tive síndrome do pânico, fiquei muito mal, fiz uma peregrinação sem fim a médicos e clínicas.
Virei sempre por aqui.

bjs
Cacau
http://blogdacacausp.blogspot.com

Guilherme Canedo disse...

Olá

Acho incrível essa sua segunda pele, sedosa e suntuosa! Tanto que vim aqui outra vez sentir pele tão quente! Igualmente como você sou contrário a esses tipos de experimentações, pois a vida, essa sim, vale muito mais do que uma morte.

Parabéns meu bem. Digna do meu elogio!

beijos Guilherme

conversacomotravesseiro disse...

Como vc já viu, faz muito tempo que eu desejo mais selvageria para o mundo. Dessa "civilização" que presenciamos, basta!!
Bjs

Guilherme Canedo disse...

Eu gosto do perigo, mesmo que seja metaforicamente... No perigo é que descobrimos a nossa coragem, nosso valor. E coragem é vida; lutar por ela é tudo que precisamos crer. Beleza pra mim é aquela que gela a nossa barriga, que congela nossos olhos e nos faz apaixonados. Eu tenho vida, porém a ganhei de graça, talvez por isso você tenha uma visão, um adjetivo expressivo e uma compreensão além de uma virgula... você reconquistou o prazer de viver! Venceu as dificuldades e sabe o valor que ela tem. Por isso sua pele é quente, não só a segunda, creio também que a primeira, pois a vida, essa, ferve em você!

beijos

De acordo com disse...

Iara,
você tem uma flor muito delicada dentro de si, regada com a sensibilidade mais pura que um ser humano possui.
Sei que às vezes ela parece querer se transformar toda em espinho. As flores não são tão confiáveis quanto parecem. Mas regue-a com poesia, como você vem fazendo, que ela, um dia, se multiplicará num jardim.
Todos lerão suas flores, as mais naturais, as mais verdadeiras e as mais invisíveis.
Sorte, amiga, e obrigada pela visita e por me guiar com seu perfume de alta definição. =)
Besos!

Leia outros posts....

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...